Mamãe e Bebê 01 de Abril de 2019

5 benefícios da natação infantil para o desenvolvimento do seu filho


Descubra porque a natação infantil pode ser a escolha ideal quando o assunto é o desenvolvimento do seu filho. Conheça 5 benefícios da atividade física, a melhor idade para começar e, claro, as contraindicações. Boa leitura!

Garotinha nadando em uma grande piscina

Conhecida por ser um esporte completo, a natação contribui para a saúde de crianças e adultos quando orientada da forma correta. Para comentar seus benefícios e sanar as dúvidas de pais que estão pensando em matricular seus filhos na atividade, convidamos a pediatra Dra. Euzenir Maia, coordenadora da pediatria e UTI pediátrica do Hospital Regional Unimed.

5 benefícios da natação infantil

1. Estimula o desenvolvimento psicomotor

A natação infantil auxilia na melhora da capacidade física e das habilidades da criança, contribuindo para a evolução do equilíbrio, da coordenação dos membros superiores e inferiores e da agilidade. O aperfeiçoamento da coordenação motora permite que a criança se movimente de forma mais controlada e exercite sua força de forma saudável.

2. Previne e combate a obesidade

A natação infantil oferece uma atividade lúdica, física e divertida para as crianças, trabalhando várias partes do corpo sem riscos de grandes impactos e sem que as articulações sejam lesadas. Inclusive, crianças em estágio de obesidade se adaptam bem ao esporte, pois é mais leve em comparação à exercícios como corrida e vôlei.

3. Fortalece a capacidade cardiorrespiratória

A prática da natação ensina à criança exercícios que ajudam no controle da respiração para que assim possam nadar. Estes exercícios fortalecem o diafragma e a capacidade cardiorrespiratória que influencia na oxigenação do corpo, além de aumentar a resistência imunológica do organismo.

4. Previne acidentes

Nadar é uma das habilidades infantis que mais pode vir a calhar. Sabe aqueles feriados em que a família vai curtir uma praia ou piscina? Se a criança souber nadar, a segurança do passeio e a possível prevenção de uma situação adversa é intensificada.

Mas, cuidado, saber nadar não é garantia de segurança, é uma prevenção. É importante haver a supervisão de um adulto durante as brincadeiras das crianças em qualquer local.

5. Ajuda na socialização

A prática de esportes facilita a socialização das crianças, pois incentiva a vivência em grupo e a criação de novos vínculos de amizade com mais facilidade.

capa-dia-das-kids-linkedin

Qual a melhor idade para iniciar a natação infantil?

Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria, é recomendado que a criança inicie as aulas de natação a partir dos 06 meses de idade. É importante ressaltar que na natação infantil a idade da criança determina a abordagem durantes as aulas. Abaixo, separamos as 4 fases da natação infantil que abordam aspectos distintos da prática esportiva para as crianças.

Primeira fase

É a adaptação do bebê ao ambiente líquido. Indo dos 06 meses aos 02 anos, ela deve ser guiada para que a criança vivencie e sinta a água, dominando os movimentos corporais e, no correr do tempo, aprenda a respirar embaixo d’água.

Segunda fase

Dos 03 aos 04 anos, é a fase em que a criança aprende a ir de um ponto ao outro. Já com movimentos de nado, mas em “linha reta”.

Vídeo: conheça as 4 fases do desenvolvimento da criança

Terceira fase

Aqui, as crianças vão dos 05 aos 06 anos de idade. Esta é a fase em que elas trabalham os diferentes estilos de nado, a movimentação dos braços e a respiração lateral.

Quarta fase

É a etapa do aperfeiçoamento dos estilos de nado, por exemplo, nado de costa, borboleta etc. Aqui, abrange as crianças dos 07 aos 12 anos.

Atenção: É importante introduzir a criança nessa nova rotina com cautela e sob recomendação e acompanhamento do pediatra.

Contraindicações para a prática da natação infantil

Por ser um exercício completo e dinâmico, são raras as situações em que a natação infantil não é recomendada. No caso de crianças que se encaixem nas situações abaixo, o melhor a fazer é consultar o pediatra para orientação.

– Asma;

– Bronquite;

– Otite;

– Sinusite;

– Faringite;

– Problemas de pele.

 Precauções para a prática da natação infantil

Agora que você sabe os benefícios da natação infantil, elencamos 4 cuidados para uma boa experiência:

1. Como estamos falando de crianças, é indispensável a supervisão responsável da atividade por um adulto.
2. Se for utilizar piscinas coletivas, é importante que a criança se seque bem depois dos exercícios, pois há sempre o risco de micoses.
3. Priorize locais em que o tratamento da água é feito com a aplicação de ozônio. A água ionizada é eficaz no combate à bactérias e fungos comentados no tópico anterior e, diferente do cloro, não provoca o ressecamento da pele e irritação dos olhos.
4. Visando preservar os cabelos do cloro, use touca nas crianças.
5. Agasalhe-as bem. Terminado os exercícios, vista roupões e roupas quentes para espantar o frio e eliminar o risco de gripe ou resfriados.

Aprenda a identificar os 5 principais distúrbios de aprendizagem em crianças

Escute seu filho

A natação é para ser uma atividade extra na rotina do seu filho, além de ajudar em seu desenvolvimento, é um passatempo divertido e que alimenta um amor saudável por esportes. Mas, se apresentado à criança como uma obrigação ou de maneira negativa, pode gerar estresse desnecessário e desestímulo.

Converse com seu filho, ouça suas vontades e anseios e apresente a natação como uma alternativa de diversão em seu dia a dia.

Veja dicas de alimentação antes da natação para adultos

Quando falamos do desenvolvimento e do bem-estar do seu filho, é sempre bom ficar atento. Por isso, temos mais uma sugestão para você! Veja como evitar reações alérgicas no seu filho apaixonado por SLIME. A dermatologista Dra. Helena Rios dá dicas imperdíveis no vídeo abaixo. Lembre-se também de se inscrever no canal Unimed Fortaleza no Youtube para mais novidades.

 

dra-euzenir-maia

 

Conteúdo aprovado em parceria com a médica pediatra Dra. Euzenir Pires Moura Maia
Especialização em Terapia intensiva pediátrica | Coordenadora da Pediatria e UTI Pediátrica do HRU | Diretora Técnica do HIAS

Rodapé da página.