Cuidar de Você 14 de Setembro de 2017

Coluna: saiba como mantê-la saudável


Uma postura ereta exala muito mais que elegância, e sim, saúde! A má postura está presente em diversas atividades no dia a dia, como dirigir, trabalhar, recolher objetos ou caminhar, e é preciso estar atento a todas as ações.

Mulher realizando exercício para a coluna na bola

A postura correta faz diferença na prevenção de dores nas costas ou problemas na coluna. Ter bons hábitos, sem exageros, irá colaborar com esse processo para uma saúde de excelência. Quer saber como? Descubra nas próximas linhas.

Fique atento

Dores ou problemas na coluna são mais comuns que imaginamos. Conheça os tipos, os sintomas mais comuns e como agir.

Dor na coluna lombar

Está presente em até 80% da população. A dor lombar mais frequente é a postural e, geralmente, melhora em poucos dias, porém, muitas condições podem tornar a dor permanente ou, eventualmente, complicar o quadro clínico.

Torcicolo e dor na coluna

Esse é um dos sintomas mais frequentes na coluna cervical (pescoço). Os principais fatores responsáveis pelo surgimento do torcicolo são: sedentarismo, stress, postura inadequada, tensão muscular, uso de celulares e computadores de forma incorreta.

Escoliose

A coluna nos planos frontal ou dorsal (olhando de frente, ou de costas) normalmente é retilínea, podendo ter pequenas variações de inclinações e curvas de até 10 graus. Quando existe uma curva acima de 10 graus neste plano, está diagnosticada uma “Escoliose”.

As escolioses não apresentam uma causa identificada em 80/90% das pessoas. Uma minoria, 10/20%, apresenta um fator causal secundário (escolioses congênitas, neuromusculares etc). Quando avaliamos as escolioses idiopáticas (as mais frequentes), essas podem ser divididas de acordo com o início de seu aparecimento em várias fases, sendo:

– Infantil (início antes dos 3 anos de idade);
– Juvenil (entre 3 e 10 anos de idade);
– Adolescente (entre 10 e 18 anos de idade);
– Adulto (após os 18 anos de idade).

Independente do tipo de escoliose apresentada e a idade do seu surgimento, é imprescindível a avaliação periódica com um especialista em coluna, para determinar o melhor tratamento a ser seguido, de forma terapêutica, medicamentosa ou até mesmo, cirúrgico.

Cultive hábitos saudáveis

Hábitos de vida saudáveis são fundamentais para longevidade e, sobretudo, qualidade de vida. A mudança de estilo de vida não é uma tarefa fácil, porém, pesquisas apontam que adotar novos hábitos, um de cada vez, é a maneira mais fácil e eficaz de se atingir objetivos, então, que tal praticar? Sua coluna agradecerá!

Você sabia? Usar salto muito alto pode ser prejudicial à saúde.

Mantenha um peso corporal adequado

O ideal é ter acompanhamento de um especialista para determinar e manter o peso adequado. O peso extra, particularmente quando concentrado na região abdominal, muda o centro de gravidade do corpo, deslocando-o para frente e realizando uma tensão desnecessária sobre os músculos da coluna lombar. Por outro lado, a estado de magreza excessiva, que também pode ser acompanhada por baixa massa óssea, ocasiona o risco de desenvolver osteoporose.

Leia também: Emagrecer ou perder peso? Confira a diferença entre os dois

Evite o estresse

Há uma forte ligação entre o estresse e a dor na coluna e, gerenciar esse sintoma poderá ajudar na prevenção de dores. A resposta do corpo ao estresse pode ser dada pela tensão muscular nas costas, que pode causar contrações dolorosas.

Pratique exercícios e tome cálcio e/ou vitamina D

Para manter os ossos fortes e saudáveis, e ainda reduzir a chance de sofrer com osteoporose, verifique com seu médico se você precisa tomar suplementos de cálcio e/ou vitamina D, além de praticar exercícios físicos com regularidade que desencadeiam um aumento da densidade óssea muito benéfica para prevenir dores na coluna.

Evite o fumo

Especialistas em coluna relatam que os fumantes são mais propensos a sofrerem com dor nas costas do que aqueles que não fumam. Estudos apontam que o fumo restringe o fluxo de sangue para os discos que amortecem as vértebras, reduzindo a absorção de cálcio e impedindo o crescimento de novos ossos.

Mantenha os músculos das costas fortes

Músculos fracos e sem condicionamento no abdômen e nas costas não oferecem um apoio apropriado à coluna, podendo levar ao aparecimento de dores e ao risco de lesões. É preciso buscar o fortalecimento da musculatura desta região do corpo, praticando exercícios, com orientação de um profissional recomendado, que visem alongar e fortalecer as costas e os músculos abdominais.

Atente-se a sua postura ao usar notebook, smartphone ou tablet

Estar conectado 24 horas por dia pode realmente adicionar estresse à vida, o que pode levar a dores nas costas. O uso de notebooks, tablets ou smartphones todo o dia (e noite) pode causar dores no pescoço e tensão nas costas.

Se você deseja prevenir dores nas costas, Strong>limite o uso dos equipamentos eletrônicos. Se você precisa usar os dispositivos, mantenha uma postura neutra na coluna e observe se a tela está na altura dos olhos. Assim que você completar 30 minutos de uso, levante-se, espreguice-se e faça uma pausa no uso dos eletrônicos, equilibrando assim a atividade mecânica do corpo.

Como manter sua coluna saudável

Exercite-se regularmente: para se manter saudável e reduzir as chances de dores nas costas, a coluna necessita de um regime regular de alongamento e exercícios que auxiliam no condicionamento físico, no estresse e na terapia nutricional da vitamina D.

As atividades recomendadas sob orientação são caminhadas, alongamentos, yoga, pilates, musculação, hidroginástica e natação. Se você tiver dúvida sobre a atividade física mais adequada para praticar, consulte um especialista, ele auxiliará na execução dos exercícios certos para ajudá-lo a permanecer saudável, sem estresse e livre de dores na coluna. A seguir segue recomendações simples que você pode realizar nas suas atividades da vida diária.

Em pé: divida o peso entre as duas pernas. Evite parar sobrecarregando uma só perna. A cada 45 minutos na mesma posição, caminhe ou sente-se por alguns minutos.

Ao dirigir: evite reclinar demais o banco do carro. Regule-o em um ângulo de cerca de 100º em relação ao solo. Apoie as costas e a cabeça, e encaixe o quadril no ângulo de 90º (entre o encosto e o assento). Não estique e nem flexione muito os joelhos.

Ao se sentar: encaixe o quadril no ângulo de 90º formado entre o encosto e o assento da cadeira, apoiando totalmente as costas. Regule a cadeira de modo que os pés fiquem apoiados no chão e, as coxas na mesma linha do quadril. Busque sempre apoiar os braços nos apoiadores e procure levantar a cada 45 minutos para uma pausa de 10 minutos em pé ou caminhando.

Ao agachar para pegar um objeto: flexione sempre os joelhos e não o tronco. Abaixe-se com as costas retas, contraia o abdome e foque na linha do horizonte. Pegue o objeto com o joelho flexionado e aproxime-o ao máximo do abdome, principalmente, se for pesado. Mantenha a coluna ereta e estique os joelhos, até ficar em pé. Se o objeto que quer pegar é grande demais, peça ajuda. Você só deverá tentar levantar sozinho pesos equivalentes a 30% do seu peso corporal, ou seja, para alguém que pesa 70kg, por exemplo, o limite máximo é de 21kg.

Ao se deitar para dormir: a posição de barriga para cima, com um travesseiro sob a cabeça e outro sob dos joelhos, é a melhor. Se a posição for desconfortável, deite-se para dormir de lado, com um travesseiro um pouco mais alto, capaz de preencher o espaço entre o colchão e a sua orelha, mantendo a coluna alinhada, sem forçar o pescoço. Evite a posição de barriga para baixo.

Ao se levantar da cama: vire o corpo para um dos lados e coloque as pernas para fora da cama como contrapeso. Apoie-se nos braços contraindo o abdome, suba o tronco até ficar sentado. Somente depois você deverá ficar de pé.

Se cuidar é mais fácil do que imaginamos, basta querer, se informar, e contar com a orientação de profissionais especializados. A Unimed Fortaleza pode te ajudar a encontrar os melhores profissionais da cidade, e ainda te direcionar para grupos, oficinas ou assessoria esportiva que oferecem serviços gratuitos para seus clientes, visite a página da Medicina Preventiva para saber mais.

A gente recomenda ainda

Grupo Movimente-se: grupo 100% prático voltado para clientes sedentários ou para clientes ativos com dúvida de como realizar o exercício físico.

Oficina de Combate do Estresse e Ansiedade: dividida em seis encontros semanais, conduzidos por psicólogos e direcionados aos clientes que desejam aprender técnicas para o gerenciamento das emoções negativas, inerentes ao quadro de ansiedade e estresse, no intuito de reverter os malefícios à saúde causados pelos mesmos.

Medicina Preventiva

Assessoria esportiva Unimed Ativa: desenvolvida especialmente para ser um programa de assessoria especializada para a prática de corridas e caminhadas ao ar livre. O objetivo é proporcionar, através do esporte, hábitos de qualidade de vida saudável por meio da prática de exercícios físicos e do convívio social.

Unimed Ativa

Acesse também nosso canal no Youtube e assista ao Papo Unimed sobre Emagrecimento saudável na visão do profissional de educação física para conquistar uma vida mais saudável.


Compartilhe nas redes sociais:
Rodapé da página.