Alimentação Saudável 11 de Outubro de 2017

Conheça os 7 alimentos ácidos que devem ser evitados no dia a dia


Alguns alimentos entram em nossas vidas e nos fazem morrer de amores por eles. A paixão é tamanha que nos deixa aprisionados no consumo. Entretanto, esse amor pode partir nossos corações. Isso porque alguns alimentos ácidos interferem diretamente em nossa saúde.

Montagem em formato de gif com os exemplos de alimentos ácidos citados

Mas antes, o que são alimentos ácidos?

O próprio nome já diz: são alimentos que diminuem o pH do sangue, deixando-o mais ácido e enfraquecendo o nosso sistema imunológico. E o que isso acarreta? Enfraquecimento do nosso corpo, deixando-o mais suscetível a doenças. Mas o que é pH?

PH é o “Potencial Hidrogeniônico”, uma escala que mede o nível de acidez no sangue, classificando-o como neutro, ácido ou alcalino. A escala do pH varia de 0 a 14, do qual 7 (a média) é considerado neutro, 0 traduz acidez, e 14 representa alcalinidade. Os alimentos são apontados como ácidos quando o valor do pH varia entre 0 e 7, estes são os nossos “vilões”.

Quais os alimentos ácidos que devem ser evitados?

Triamos uma lista de 7 alimentos ácidos que podem ser evitados no nosso dia a dia por diminuir o nosso pH e nos deixar aptos a doenças. São eles:

  1. Alimentos embutidos (bacon, linguiça, salame, etc.)
  2. Cerveja
  3. Refrigerante
  4. Farinha branca
  5. Pão branco
  6. Vinagre
  7. Açúcar branco

De acordo com a nutricionista Lívia Nogueira, esses alimentos devem ser evitados e, se consumidos, que seja com moderação. Já os alimentos embutidos devem ser evitados o máximo possível, principalmente por conterem substâncias potencialmente prejudiciais à saúde, além de possuírem excesso de sódio.

Os 7 alimentos citados também contribuem para o aumento do açúcar/sódio no organismo, favorecendo o desenvolvimento de doenças; como Doença do Refluxo Gastroesofágico, por exemplo; ou agravando doenças crônicas como diabetes e hipertensão.

É importante comer alimentos ácidos

É sabido que existem os alimentos que devem ser evitados, no entanto, é importante lembrar que o pH do nosso sangue deve ser de neutro a levemente alcalino e que para isso aconteça precisamos comer não somente os alimentos alcalinos, como também os alimentos ácidos.

Os alimentos ácidos devem compor apenas 40% da nossa alimentação, em consequência, a ingestão de alimentos alcalinos deve ser feita em 60% das vezes que nos alimentamos. O equilíbrio é essencial para manter um organismo mais saudável. Neste sentido, é importante comer alimentos ácidos em uma dieta em que a ingestão de alimentos alcalinos predomina.

Alimentos ácidos benéficos

Mas, e quando nós amamos estes alimentos? A gente sofre por eles e quer inseri-los na nossa alimentação. A nossa profissional da nutrição afirmou que alguns alimentos, apesar de serem ácidos, “precisam e devem fazer parte da nossa alimentação uma vez que possuem diversos nutrientes essenciais para mantermos uma boa saúde”, afirmou Lívia.

Gif com imagens dos alimentos ácidos benéficos citados abaixo

Entre os alimentos que devem fazer parte da nossa alimentação apesar de serem ácidos, estão:

  • Feijão
  • Quinoa
  • Queijo
  • Leite
  • Castanhas
  • Nozes
  • Peixe
  • Óleos vegetais

Alimentação saudável

O que a nossa nutricionista falou é algo simples: basta uma reeducação alimentar para que nós tenhamos saúde, sem deixar de lado aqueles alimentos que amamos. Basta alimentar-se corretamente e praticar exercícios físicos regularmente.

No entanto, caso você precise da ajuda de um profissional, a Unimed Fortaleza possui uma variedade de profissionais da Nutrição, muitos deles estão em grupos e oficinas da nossa Medicina Preventiva, ajudando-nos a nos alimentar corretamente e assim, ter uma vida mais saudável.

Agora que você conhece os alimentos ácidos que podem ser evitados no dia a dia, vai ser mais fácil manter o pH equilibrado. Quer mais uma ajudinha para uma alimentação impecável? Recomendamos a leitura do artigo 8 passos para uma alimentação equilibrada e se jogue nos amores alimentares!

Banner com link para o site da Medicina Preventiva

livia-nogueira

 

Conteúdo aprovado pela profissional Lívia Nogueira.
Graduada em Nutrição pela Universidade de Fortaleza e pós-graduada em Nutrição Esportiva / Formação Avançada em Estratégias de Prescrição Nutricional no Esporte – IVESP / Atua como Nutricionista Clínica e Esportiva / Analista de Qualidade do Hospital Regional Unimed.

Rodapé da página.